top of page
  • Foto do escritorRenato Araújo

Turismo de Aventura: o que é e como as agências de turismo podem explorá-lo?

sistema para passeios

É comum que agências de turismo tenham em seu sistema para passeios ou sistema para excursões opções para turismo de aventura. E de fato existe uma grande procura por essa modalidade, com destinos famosos pelo mundo afora.


O turismo de aventura consiste em um segmento do mercado turístico cujo principal atrativo é a prática dos chamados esportes de aventura ou esportes radicais. Inicialmente, tratava-se de um ramo de outro tipo de turismo, o ecoturismo, mas se estabeleceu no mercado turístico com características próprias.


O turismo de aventura atrai, assim, praticantes de esportes como rapel, montanhismo, mergulho, rafting, paraquedismo, trekking, mergulho, espeleologia, canoagem, alpinismo e muito mais esportes que unem a aventura com a apreciação de paisagens naturais.


Porém, também há turismo de aventura que explora espaços urbanos, em modalidades como o rapel — que também pode ocorrer em espaços naturais — ou o parkour. 


O Ministério do Turismo define o turismo de aventura como aquele que “compreende os movimentos turísticos decorrentes da prática de atividades de aventura de caráter recreativo ou competitivo".


Muitas pessoas ainda têm preconceito com o turismo de aventura, associando-o a correr riscos desnecessários de acidentes. Trata-se de uma impressão incorreta, já que há cada vez mais agências de turismo que profissionalizam a gestão do turismo de aventura, controlando todas as suas etapas e minimizando riscos, proporcionando ótimas experiências para os turistas.


O promissor mercado do turismo de aventura no Brasil

No ano de 2022, o Brasil figurou em 1º lugar em uma lista de 78 países como principal destino do mundo quando se trata de turismo de aventura. Os dados são da US News & Report, em levantamento que avaliou vários quesitos nos principais destinos de aventura do mundo.


No mundo, de maneira geral, o turismo de aventura cresce mais que outras modalidades. Dados anteriores à pandemia, em 2019, divulgados pela Organização Mundial de Turismo, mostravam que o turismo de aventura chegou a registrar crescimento de 20%, enquanto a média do turismo de modo geral chegava a 7,5% ao ano.


Em partes, isso explica a tendência de crescimento deste segmento do turismo no Brasil na última década, sobretudo. É o que confirmam dados do Ministério do Turismo, recentemente.


Segundo a pasta, 25,6% das viagens nacionais contabilizadas até 2021 foram viagens motivadas a ver espaços naturais ou ecoturismo. Já entre turistas de outros países que vieram ao Brasil até 2019, 18,6% declararam procurar o país em busca de destinos marcados pelo turismo de aventura ou ecoturismo.


Porém, essas estimativas podem ser bastante conservadoras, segundo informa a Associação Brasileira de Ecoturismo e Turismo de Aventura — Abeta. A associação estima que este setor seja, no Brasil, 70% informal, o que prejudica a obtenção de estatísticas mais seguras.


Além de uma recuperação geral do setor do turismo, as inúmeras opções para o turismo de aventura no Brasil tornam esse setor bastante atrativo. Além da costa, uma das maiores do mundo, no país existem muitos parques nacionais, ecossistemas diversos como o cerrado, a caatinga, o pantanal e a floresta amazônica, além de rios e diversas outras paisagens naturais.


Nas modalidades de turismo de aventura em espaços urbanos, o Brasil também conta com inúmeros circuitos de esportes de aventura como o rapel em áreas construídas ou parkour, entre outros.


Melhores destinos de turismo de aventura no Brasil

turismo de aventura no Brasil

Aqui, falamos de alguns dos principais destinos do turismo de aventura no Brasil. São destinos variados, em todo o país.


Bonito — Mato Grosso do Sul

Bonito fica a 250 km da capital sul-mato-grossense, Campo Grande. Trata-se de um dos destinos naturais mais procurados no Brasil, com suas grutas, águas cristalinas e cachoeiras.


Em Bonito, existe a possibilidade de observar a flora e a fauna do Pantanal, além de a cidade ser dotada de toda uma estrutura para o turismo de aventura e ecoturismo.


As águas translúcidas do Rio da Prata e Rio Sucuri atraem turistas de vários lugares do Brasil e do mundo. Mergulho, espeleologia e passeios guiados são alguns dos atrativos deste destino.


Brotas — São Paulo

Brotas fica a aproximadamente 250 km de São Paulo, capital, e é um dos destinos mais completos de turismo de aventura no Brasil. Repleto de cachoeiras e parques, atrai desde pessoas que desejam passar um fim de semana em contato com a natureza, até praticantes de esportes como o rafting, arborismo, rapel e outros esportes.


Chama a atenção também a estrutura para o turismo de aventura e ecoturismo. Há opções de hospedagem para todos os perfis, que ficam localizados em fazendas e em meio a grandes áreas verdes.


O acesso aos parques também garante encontrar trilhas e cursos d’água, com cachoeiras, nascentes e outras belas paisagens. 


Chapada Diamantina — Bahia

A Chapada Diamantina abrange muitos municípios, como o de Lençóis e Macugê, que ficam a aproximadamente 420 km de Salvador. As serras com o topo plano — ou chapados, daí o nome — e os vários cursos d’água e belas paisagens, com vegetação de caatinga, cerrado e mata atlântica.


Trata-se de uma grande região de serras, que abrangem o Parque Nacional da Chapada Diamantina, repleto de trilhas, cachoeiras, cânions e várias formações rochosas únicas, além de belas lagoas.


Em termos de turismo de aventura, é bastante procurada por praticantes de trekking, montanhismo, rapel e outros esportes. 


Ao longo das cidades da região, é possível encontrar passeios guiados pelas suas várias paisagens naturais. 


Poços de Caldas — Minas Gerais

Poços de Caldas fica na região sudoeste de Minas Gerais, localizada a 342 km da capital Belo Horizonte. Famosa estância hidromineral, a Pedra do Balão e a cachoeira Véu da Noiva, cartões postais da cidade, são bastante procurados por adeptos do ecoturismo e turismo de aventura.


Para quem gosta de trilhas, o programa organizado pela prefeitura local, o Turismo Legal, busca conscientizar turistas quanto ao turismo responsável e com sustentabilidade ambiental.


A cidade mineira é muito procurada por praticantes de paraglider, rapel e escalada, e também é conhecida pelas ótimas opções de hospedagem — as Thermas Antônio Carlos, por exemplo.


Lençóis Maranhenses — Maranhão

Os Lençóis Maranhenses cobrem uma área de 156,5 mil hectares, e podem ser acessados via vários municípios maranhenses — como em Barreirinhas, que fica a cerca de 250 km de São Luís.


Há vários passeios famosos na região, como o Circuito Lagoa Azul e o Circuito da Lagoa Bonita. Os adeptos do turismo de aventura são bastante atraídos pelos passeios de quadriciclo ou sobrevoos sobre as dunas de areia. Praticantes de kitesurf também procuram bastante a região, repleta de paisagens das mais belas da costa brasileira.


Ainda no tocante ao turismo de aventura, é possível fazer uma travessia por dentro do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, que leva entre 3 e 5 dias. Trata-se de visitas guiadas, completamente seguras e que dão a oportunidade de observar de perto como é viver nas suas belas paisagens. 


Como uma agência pode trabalhar com turismo de aventura?

Os destinos mencionados neste artigo são uma pequena fração das opções de turismo de aventura no Brasil. As opções são muitas e, por isso, as agências de turismo se voltam a essa modalidade. Mas como explorá-la da melhor forma, obtendo bons negócios e lucros?


Uma palavra-chave nesse sentido é segurança. Garantir a segurança dos turistas é um imperativo, e por isso todos os procedimentos nesse sentido devem ser tomados quando se formula um produto de turismo de aventura.


As normas de segurança de locais que recebem turismo de aventura costumam ser muito bem definidas, e devem ser seguidas. Por exemplo, locais como os procurados por praticantes de paraglider ou asa-delta devem ter enorme atenção com as condições meteorológicas, que podem inviabilizar a prática desses esportes em alguns dias ou certas épocas do ano.


Além disso, muitas atividades do turismo de aventura requerem equipamentos específicos. Nesse caso, eles devem ser de qualidade, seguindo todas as normas e regulamentos de segurança, além de uma boa equipe — que deve incluir de guias de turismo a especialistas em determinados esportes de aventura, se for o caso — para prestarem suporte.


Uma preocupação crescente no turismo de aventura e no ecoturismo é quanto à sustentabilidade ambiental. Uma agência que promover uma atividade turística nesses ramos e for associada a práticas que degradem os ambientes que visita — como não cuidar do próprio lixo, prejudicar animais e plantas ou vandalizar paredes de formações rochosas — pode ter sua imagem comprometida no mercado. Além disso, pode criar problemas com autoridades e população local. 


Viagens de turismo de aventura, como quaisquer outras, devem ser geridas de maneira organizada, embora nelas haja particularidades. Uma trilha ou trekking mal planejados ou com roteiros pouco organizados podem significar pessoas perdidas, e consequentemente problemas para todas as pessoas envolvidas.


Assim, é importantíssimo que haja roteiros bem planejados, administração eficiente de recursos e processos eficientes e transparentes. Por este motivo, centralizar a gestão da empresa com um bom sistema para agência de turismo, como o da Excapy, pode fazer a diferença para se gerenciar operações que envolvam turismo de aventura.


E este sistema tem pacotes que podem atender desde pequenos negócios até grandes empresas.

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page